[VÍDEO] – Biópsia líquida em Câncer de Mama: a um passo da prática clínica

< 1 min. de leitura

O Dr. Marcelo Cruz, oncologista clínico do Hospital Sírio-Libanês, abordou as atualizações sobre biópsia líquida em câncer de mama apresentadas no San Antonio Breast Cancer Symposium (SABCS) 2018, que ocorreu entre 04 e 08 de dezembro, em San Antonio (EUA).

O oncologista relembrou os dois principais métodos de análise de biópsia líquida, por avaliação de células tumorais circulantes (CTC) ou de DNA circulante (CTDNA), ressaltando importantes novidades relacionadas a ambos.

O Dr. Marcelo destacou estudo que demonstrou pior prognóstico (menores sobrevidas global e livre de recidiva), para as pacientes que apresentavam CTC ao diagnóstico do câncer de mama, independente do subptipo tumoral. Destacou também o papel da biópsia líquida na avaliação de heterogeneidade tumoral, com dados revelando que até 50% de pacientes com tumores sensíveis a hormonioterapia e HER2 negativo se tornam HER2+ na evolução da doença metastática, com benefício clínico de terapia anti-HER2.

Por fim, o médico enfatizou a importância crescente de CTDNA na avaliação de assinaturas genômicas no câncer de mama, exemplificada no papel das mutações de PIK3CA, que predizem benefício a inibidores de PI3K, e das mutações de ESR1, que permitem avaliação de perfil de resistência e tomada de decisão quanto à terapia hormonal.

A Oncologia Brasil está realizando a cobertura do SABCS 2018, diretamente de San Antonio (EUA). Confira a cobertura completa.

Send this to a friend