Trastuzumabe: qual seria o tempo ideal de tratamento adjuvante no câncer de mama inicial HER2+?

3 min. de leitura

Os resultados de um estudo de metanálise sugerem que a duração mais curta do trastuzumabe é não inferior à sua administração de 1 ano para o desfecho sobrevida livre da doença, com menos efeitos tóxicos cardíacos

O tratamento adjuvante padrão para pacientes com câncer de mama HER2-positivo inclui quimioterapia e um ano de trastuzumabe, um anticorpo monoclonal humanizado recombinante que tem como alvo o receptor ERBB2. Embora o trastuzumabe seja um medicamento bem tolerado, está associado à disfunção cardíaca e sua duração ideal é incerta.

Uma análise encontrou um risco aumentado de insuficiência cardíaca congestiva (ICC) (risco relativo [RR] = 5,1) com regimes baseados em trastuzumabe (2,5%) em comparação com regimes sem trastuzumabe (0,4%). E uma metanálise mostrou que o risco absoluto de ICC de alto grau com 1 ano de trastuzumabe adjuvante foi de 1,4% versus nenhum risco detectável com um curso de 9 semanas de trastuzumabe (RR, 3,2).

Por esse motivo, uma metanálise conduzida por Gulia et al recentemente publicada no JAMA Network buscou comparar durações mais curtas do que um ano de trastuzumabe adjuvante para pacientes com câncer de mama inicial.

Para investigar a droga mais profundamente, os pesquisadores utilizaram fontes de dados do PubMed, Embase, Cochrane Central Register of Clinical Trials e anais de conferências de 1º de janeiro de 2005 a 30 de junho de 2019, em busca de ensaios clínicos randomizados (ECR) relevantes.

Dados de sobrevida livre de doença (SLD) e de sobrevida global (SG) foram extraídos de curvas de sobrevida de ECR anteriormente publicados. As curvas de SLD e de SG para cada ensaio e a população combinada foram reconstruídas. As razões de risco (hazard ratio, HRs) para SLD e SG foram estimadas a partir das curvas de sobrevida reconstruídas, bem como estimativas publicadas. O HR para SLD foi usado para testar a não inferioridade usando a margem de não inferioridade mediana de ECR elegíveis. O desfecho primário do estudo foi avaliar se houve redução de SLD. SG e efeitos tóxicos cardíacos foram resultados secundários.

A margem mediana para não inferioridade de SLD em relação a 6 ECR foi de 1,3 (1,15-1,53). Cinco dos estudos forneceram dados de pacientes individuais, abrangendo 11.376 pacientes. Houve 1.659 eventos de SLD e 871 mortes. A SLD de 5 anos para trastuzumabe de menor duração foi de 85,42% (IC 95%: 84,41% a 86,38%) em comparação a 87,12% (IC 95%: 86,15% a 88,02%) para o grupo de 1 ano (HR = 1,14; IC 95%: 1,03 a 1,25; P unilateral para não inferioridade = 0,004). A SG no grupo de trastuzumabe de menor duração foi de 92,39% (IC 95%: 91,61% a 93,10%) em comparação com 93,46% (IC 95%: 92,73% a 94,13%) para o grupo de um ano (HR = 1,17; CI 95%: 1,02 a 1,33).

Usando estimativas publicadas em nível de ensaio de 6 ECR, incluindo 11603 pacientes, 1760 eventos de SLD e 930 mortes, o HR para SLD foi de 1,15 (IC 95%: 1,04-1,26; P unilateral para não inferioridade = 0,002) e para SG foi de 1,17 (IC 95%: 1,03-1,33). Houve significativamente menor risco de insuficiência cardíaca congestiva com trastuzumabe de curta duração (HR: 0,53; IC 95%: 0,38-0,74).

Os resultados desta metanálise sugerem que a duração mais curta do trastuzumabe é não inferior à sua administração de 1 ano para o desfecho SLD, com menos efeitos tóxicos cardíacos. As diferenças de sobrevida absoluta entre os 2 grupos são pequenas e durações mais curtas podem ser terapeuticamente apropriadas em situações de efeitos tóxicos ou restrições de recursos, especialmente entre pacientes com doença de baixo risco clínico.

 

Referências:

Gulia S, Kannan S, Badwe R, Gupta S. Evaluation of 1-Year vs Shorter Durations of Adjuvant Trastuzumab Among Patients With Early Breast Cancer: An Individual Participant Data and Trial-Level Meta-analysis. JAMA Netw Open. 2020;3(8):e2011777. doi:10.1001/jamanetworkopen.2020.11777

Moja  L, Tagliabue  L, Balduzzi  S,  et al.  Trastuzumab containing regimens for early breast cancer.   Cochrane Database Syst Rev. 2012;4(4):CD006243

Tarantini  L, Gori  S, Faggiano  P,  et al; ICARO (Italian CARdio-Oncologic) Network.  Adjuvant trastuzumab cardiotoxicity in patients over 60 years of age with early breast cancer: a multicenter cohort analysis.   Ann Oncol. 2012;23(12):3058-3063.

Long  HD, Lin  YE, Zhang  JJ, Zhong  WZ, Zheng  RN.  Risk of congestive heart failure in early breast cancer patients undergoing adjuvant treatment with trastuzumab: a meta-analysis.   Oncologist. 2016;21(5):547-554.

Send this to a friend