Revisão sistemática e meta-análise comparam tratamentos sistêmicos para câncer de próstata metastático sensível à castração

2 min. de leitura

Vários tratamentos sistêmicos estão disponíveis para câncer de próstata metastático sensível à castração (mCSPC), com eficácia e segurança comparativas pouco claras e custos amplamente variados  

Uma revisão sistemática e meta-análise publicadas em janeiro de 2021 no JAMA Oncology comparou a eficácia e a segurança de terapias sistêmicas para o tratamento do câncer de próstata metastático sensível à castração (mCSPC) de acordo com ensaios clínicos randomizados.  

O progresso na pesquisa tem levado ao surgimento de vários tratamentos promissores que, quando adicionados à terapia de privação androgênica (ADT), atrasam a progressão da doença para o câncer de próstata metastático resistente à castração. No entanto, devido à falta de ensaios comparativos, pouco se sabe sobre a escolha ideal que considere eficácia e segurança.  

Além disso, os custos do tratamento variam amplamente. Nos Estados Unidos, a faixa de despesas para os pacientes completarem todos os cursos da terapia (18 semanas para docetaxel e aproximadamente 2 anos para outros medicamentos) é de US$ 627 para docetaxel, US$ 62,714 para acetato de abiraterona genérico, US$ 175,438 para enzalutamida e US$ 231,789 para apalutamida 

 Os pesquisadores dessa revisão sistemática e meta-análise selecionaram os ensaios através de fontes de dados do MEDLINE, Embase, Cochrane Central, documentos regulamentares do FDA (Food and Drug Administration) e da EMA (European Medicines Agency), assim como registros de ensaios (ClinicalTrials.gov e da União Europeia), desde o início até 5 de novembro de 2019. 

 Os estudos elegíveis foram ensaios clínicos randomizados que avaliaram a adição de docetaxel, acetato de abirateronaapalutamida ou enzalutamida à ADT para o tratamento do mCSPC. Os principais desfechos foram sobrevida global (SG), sobrevida livre de progressão radiográfica (rSLP) e eventos adversos graves (EAgs). 

 Sete ensaios clínicos com 7.287 pacientes comparando 6 tratamentos (acetato de abirateronaapalutamidadocetaxelenzalutamida, terapia antiandrogênica não esteroidal padrão e placebo/sem tratamento) foram identificados.  

Segundo uma ordem decrescente de eficácia determinada pelos resultados dos ensaios clínicos, os tratamentos associados ao ganho de SG quando adicionados à ADT incluíram acetato de abiraterona (HR 0,61; IC 95% 0,54-0,70), apalutamida (HR 0,67; IC 95% 0,51-0,89) e docetaxel (HR 0,79; IC 95% 0,71-0,89). 

 De acordo com a mesma ordem, os tratamentos associados ao ganho de rSLP quando adicionados à ADT incluíram enzalutamida (HR 0,39; IC 95% 0,30-0,50), apalutamida (HR 0,48; IC 95% 0,39-0,60), acetato de abiraterona (HR 0,51; IC 95% 0,45-0,58) e docetaxel (HR 0,67; IC 95% 0,60-0,74).  

 docetaxel foi associado a EAgs substancialmente maiores (OR 23,72; IC 95% 13,37-45,15), acetato de abiraterona com EAgs ligeiramente aumentados (OR 1,42; IC 95% 1,10-1,83) e outros tratamentos sem aumento significativo para esse desfecho. 

 Os autores concluem que o acetato de abiraterona e a apalutamida podem fornecer os maiores benefícios de SG com riscos relativamente baixos de EAgs. Embora a enzalutamida possa melhorar ao máximo a rSLP, um acompanhamento mais longo é necessário para examinar os benefícios de SG a esta associados. 

Referências:  

Wang L, Paller CJ, Hong H, De Felice A, Alexander GC, Brawley O. Comparison of Systemic Treatments for Metastatic Castration-Sensitive Prostate Cancer: A Systematic Review and Network Meta-analysisJAMA OncolJanuary 14, 2021. doi:10.1001/jamaoncol.2020.6973.

Send this to a friend