Biomarcadores agnósticos com foco em instabilidade de microssatélites e carga mutacional

< 1 min. de leitura

Dr. Gabriel Macedo, coordenador do Programa de Medicina Personalizado do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, palestra sobre biomarcadores agnósticos com foco em instabilidade de microssatélites (MSI) e carga mutacional (TMB). A aula é parte do módulo “Navegando em tumores sólidos e biomarcadores”, do primeiro dia do Precision Oncology Review 2020.

O especialista aborda desde os conceitos e mecanismos de origem dos dois biomarcadores, até suas prevalências em diferentes tipos de tumores, os métodos laboratoriais utilizados nas investigações e seus impactos clínicos e terapêuticos.

De acordo com Dr. Macedo, tanto o MSI quanto o TMB são característicos em genomas instáveis e, nos últimos 4-5 anos, ganharam um protagonismo na oncologia devido ao impacto preditivo na resposta a diferentes inibidores de checkpoint imunológicos.

Acompanhe outras notícias do Precision Oncology Review e/ou se cadastre para a transmissão de 27/08: https://www.oncologiabrasil.com.br/precision
Send this to a friend