Inibidores de PARP são novas opções no tratamento do câncer de mama

< 1 min. de leitura

O Dr. Tomás Reinert, oncologista clínico do Instituto DeVita, foi o moderador da plenária “Hot topic: new drugs for an old target”, durante o Simpósio Mama Gramado de 2019. Na ocasião, foram discutidas as novas perspectivas no tratamento de pacientes com câncer de mama com inibidores de PARP.

Essas medicações já vêm sendo utilizados para diferentes tipos de câncer, apresentando eficácia específica nos pacientes portadores de tumores com alterações em genes relacionados ao reparo do DNA por recombinação homóloga. Os dados de estudos com dois desses inibidores, o olaparibe e o talazoparibe, bem como as perspectivas futuras nessa área, foram abordados durante a plenária.

O Simpósio Câncer de Mama Gramado acontece entre os dias 29 e 31 de agosto de 2019 e conta com a cobertura da Oncologia Brasil. O objetivo do congresso é estimular a comunicação entre profissionais das mais diferentes áreas comprometidas com o cuidado de pacientes com câncer de mama, propiciando um intercâmbio produtivo de ideias e de experiências, com foco no melhor atendimento para cada paciente.

Send this to a friend