Incidência de câncer de próstata localizado nos Estados Unidos diminui, porém a de estágio avançado recrudesce, segundo relatório

2 min. de leitura

Dados de incidência e sobrevida de câncer de próstata nos Estados Unidos foram atualizados recentemente pelo Morbidity and Mortality Weekly Report, do Centers for Disease Control and Prevention

Embora menos homens estejam sendo diagnosticados com câncer de próstata localizado, uma quantidade relevante ainda é diagnosticada com doença avançada, cenário em que apenas 1/3 sobrevive além de 5 anos.

Os dados de incidência e sobrevida do câncer de próstata nos Estados Unidos foram atualizados recentemente pelo MMWR (Morbidity and Mortality Weekly Report) do CDC (Centers for Disease Control and Prevention).

Aproximadamente 3,1 milhões de homens foram diagnosticados com câncer de próstata entre 2003 e 2017 e a maioria dos pacientes tinha câncer de próstata localizado (78% dos casos em 2003 e 70% em 2017). Uma minoria (4%) apresentava câncer de próstata em estadio avançado em 2003, mas essa porcentagem dobrou para 8% em 2017.

No geral, a variação percentual anual média (average annual percent change – AAPC) para a incidência de câncer de próstata diminuiu 2,5% durante o período de 15 anos. Em relação à doença localizada, a AAPC diminuiu 3,3%, mas aumentou 2,2% para a doença avançada durante o mesmo período. Além disso, uma variação percentual média de 5,1% foi observada para o estadio avançado entre 2010 e 2017.

Um dado importante foi que a sobrevida em 10 anos para o câncer de próstata localizado permaneceu alta, em 100% entre 2001 e 2016. Embora a maioria dos casos avançados não apresentem uma perspectiva de vida maior do que 5 anos, ela aumentou de 28,7% entre 2001 e 2005 para 32,3% de 2011 a 2016.

Os autores do relatório apontaram que em 2012 a USPSTF (US Preventive Services Task Force) concluiu que os benefícios do rastreamento com PSA (antígeno prostático específico) não são superiores aos danos, recomendando contra o rastreamento para câncer de próstata com PSA em homens de todas as idades. Esta recomendação provavelmente contribuiu para uma diminuição na incidência geral de câncer de próstata e pode ter levado a um aumento na porcentagem e incidência de câncer de próstata avançado.

 

Referência:

Siegel DA, O’Neil ME, Richards TB, Dowling NF, Weir HK. Prostate cancer incidence and survival, by stage and race/ethnicity — United States, 2001–2017. MMWR Recomm Rep. 2020;69(41):1473-1480. doi:10.15585/mmwr.mm6941a1.

 

Send this to a friend