EVICTION é o primeiro estudo em humanos de resposta antitumoral das células T γ9δ2 em tumores sólidos e hematológicos com o medicamento ICT01

3 min. de leitura

 As células T Gamma9 Delta2 (γ9δ2) funcionam na encruzilhada da imunidade inata e adaptativa, com papéis importantes nas respostas imunes contra os patógenos e a carcinogênese, tornando-as um alvo atraente para a imunoterapia contra o câncer  

Apresentado no American Association for CancerResearch (AACR) Annual Meeting 2021, o EVICTION (NCT04243499) – um estudo clínico realizado pela primeira vez em humanos – avaliou a eficácia do ICT01, um anticorpo monoclonal humanizado que se liga ao domínio extracelular das três isoformas de BTN3A1/A2/A3, induzindo à ativação de células T γ9δ2 e levando à morte de diversos tumores em ambientes não clínicosO estudo caracterizou a segurança, a tolerabilidade e a atividade do ICT01 em uma gama de doses endovenosas como monoterapia e em combinação com pembrolizumabe em pacientes com câncer recidivado/refratário em estadio avançado.   

Os pacientes receberam ICT01 a cada três semanas com amostras de sangue coletadas em vários períodos para imunofenotipagem por citometria de fluxo e análise de citocinas (IFNγ, TNFα, IL-1β, IL-2, IL-4, IL-6, IL-8, IL-13). As biópsias tumorais foram coletadas na linha de base e no dia 28 para imuno-histoquímica (por exemplo, BTN3A e expressão de células T γ9δ2), assim como para perfil de expressão de genes relacionados ao câncer e imunidade. 

 Resultados 

Coortes de 1 a 4 (total n = 20) para tumores sólidos envolveram doses de ICT01 que variaram de 20μg a 20mg; e coorte de dose 1 para pacientes com câncer hematológico (n = 3, 200μg) foi inscrita. ICT01 foi bem tolerado, sem toxicidades limitantes de dose nem eventos adversos graves relatados. 

 A ocupação alvo nas células T em 30 minutos ou quatro horas após a primeira dose variou de 34% (700μg, n = 2), 79% (2mg, n = 5), 93% (7mg, n = 4) e 100 % (20mg, n = 1), com células T γ9δ2 ativadas (CD69+) migrando do sangue dentro de 30 minutos a partir da dosagem, levando a uma diminuição > 95% no número de células T γ9δ2 circulantes para todas as quatro doses por 24 horas. A 2ª dose de ICT01 induziu ativação e migração semelhantes de células T γ9δ2 na circulação. Não houve efeitos nas células T CD4/CD8, células NK ou B. 

 Os dados de citocinas disponíveis das coortes 1 e 2 para tumores sólidos não apresentaram síndrome de liberação de citocinas, embora aumentos transitórios de duas a três vezes de IFNγ, TNFα e IL-2 tenham sido observados quatro horas após a dose em pacientes com contagens de células T γ9δ2 basais mais altas. Um aumento de cinco a dez vezes de IFNγ foi observado nos dias 7 e 28 na coorte 2 para tumores sólidos, consistente com a ativação de células T γ9δ2. A análise por patologia digital de biópsias tumorais de um paciente com melanoma da coorte 1 demonstrou um aumento de 25x e 8x das densidades de células CD3-TCRgamma delta++ e CD3+, respectivamente, em comparação com a linha de base. 

Esses resultados preliminares demonstram, na conclusão dos autores, que o ICT01 ativa a resposta imune antitumoral de células T γ9δ2 mediada por BTN3A de forma segura e potente. 

 Referências:  

  1. Marabelle A, et alActivation of the antitumor immune response of gamma9delta2 T cells in patients with solid or hematologic malignancies with ICT01, a firstin-class, monoclonal antibody targeting butyrophilin 3A: The EVICTION study. Abstract CT034. AACR Annual Meeting. 2021. 

 

 

Aviso Legal: Todo conteúdo deste portal foi desenvolvido e será constantemente atualizado pela Oncologia Brasil, de forma independente e autônoma, sem qualquer interferência das empresas patrocinadoras e sem que haja qualquer obrigação de seus profissionais em relação a recomendação ou prescrição de produtos de uma das empresas. As informações disponibilizadas neste portal não substituem o relacionamento do(a) internauta com o(a) médico(a). Consulte sempre seu médico(a). 

Send this to a friend