Câncer de Pulmão: cuidados oncológicos durante a pandemia de COVID-19

< 1 min. de leitura

Dr. Gustavo Fernandes, oncologista clínico do Hospital Sírio Libanês de Brasília, conversou com Dr. Vladmir Lima, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center, para debater sobre as mudanças nos paradigmas do tratamento oncológico dos pacientes com câncer de pulmão durante a pandemia do coronavírus que, segundo alguns dados, pode se alongar bastante.

Os especialistas discorreram sobre vários temas importantes. Comentaram sobre os números de pacientes com COVID-19, as novas medidas de screening, o processo de seleção para cirurgia, mudanças na quimioterapia, imunoterapia, no esquema quimio-imunoterapia e terapia-alvo. Discutiram ainda sobre casos pós-cirúrgicos e em seguimento, as alternativas para minimizar o risco de contaminação e evitar que cirurgias e tratamentos sejam postergados, além das expectativas sobre a normalização dos atendimentos.

Uma grande preocupação para os casos de pacientes que utilizam imunoterapia é a pneumonite. Muitas vezes, pode haver dúvidas sobre a origem da inflamação, mostrando que o grupo de pacientes infectados por COVID-19 pode ter um risco maior de complicação. O A.C.Camargo conseguiu otimizar o teste de PCR e, por esse motivo, os resultados têm saído no máximo em 24 horas.

Como conclusão, Dr. Vladmir disse acreditar que a melhor qualidade do médico é ter bom senso, avaliar o paciente individualmente e manter o contato com eles, mesmo que seja virtualmente, oferecendo segurança e tranquilidade.

 

Send this to a friend