Câncer de Mama: cuidados oncológicos durante a pandemia de COVID-19

2 min. de leitura

Dr. Gustavo Fernandes, oncologista clínico do Hospital Sírio Libanês de Brasília, conversou com Dr. Carlos dos Anjos, oncologista clínico do departamento de câncer de mama do Memorial Sloan Kettering Cancer Center (MSKCC), nos Estados Unidos, sobre as estratégias adotadas para o enfrentamento da pandemia do coronavírus na instituição e quais mudanças estão sendo feitas em relação ao tratamento oncológico dos pacientes com câncer de mama.

O convidado fez um breve panorama do cenário do país, especialmente do Estado de Nova Iorque, considerado o epicentro das infecções, com mais de 70 mil casos da doença. De acordo com Dr. Carlos dos Anjos, a maioria dos hospitais têm um grande número de internados devido ao coronavírus, mas o MSKCC recebe somente os pacientes em tratamento oncológico, o que impede, de certa forma, a entrada maciça da infecção por COVID-19.
Os especialistas conversaram sobre muitos temas que merecem a atenção de todos os médicos oncologistas e profissionais da saúde que atuam na linha de frente do cuidado e manejo de pacientes oncológicos. Discutiram sobre a nova abordagem em relação ao rastreamento e tratamento de pacientes recém diagnosticadas com doença local, as mudanças na condução de casos de doença metastática, radioterapia e pacientes em acompanhamento.

Dr. Carlos foi enfático em dizer que o paciente precisa de cuidado e muita atenção neste momento. Afirmou ainda acreditar que a telemedicina “veio para ficar” e que no MSKCC essa já é uma realidade em aproximadamente 80%-85% das consultas, com o intuito de diminuir o trânsito de pacientes no hospital.

O oncologista encerrou sua participação na torcida, assim como muitos, para o desenvolvimento de uma solução mais efetiva, como vacinas, e pontuou que este é o momento de refletir mais sobre o custo efetividade do tratamento. Para ele, certas modificações já deveriam estar em andamento e inseridas na rotina.

Send this to a friend