Cabazitaxel como padrão de tratamento para câncer de próstata metastático de terceira linha

3 min. de leitura

Dr. Denis Jardim, oncologista clínico do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo, comentou sobre o papel do cabazitaxel no câncer de próstata metastático resistente à castração e analisou os dados práticos da utilização desta medicação.

 

 

O cabazitaxel é um quimioterápico – um taxano de 2ª geração – que apresenta perfil farmacológico e atividade semelhantes ou até superiores ao docetaxel. Foi inicialmente aprovado para utilização em pacientes com câncer de próstata devido a um estudo de registro chamado TROPIC.

Este estudo incluiu pacientes com doença avançada, resistente à castração e que haviam falhado ao tratamento com docetaxel. Eles foram randomizados para receber o cabazitaxel na dose de 25mg/m² a cada 3 semanas ou o tratamento padrão da época, o mitoxantrona.

Os resultados demonstraram ganho de sobrevida global com uso do cabazitaxel, aumento de sobrevida mediana de 12,7 meses para 15,1 meses com uma redução de quase 30% no risco de morte. Além disso, houve uma maior taxa de resposta do PSA e maior controle de doença. O cabazitaxel foi então aprovado para pacientes que progrediam durante o docetaxel ou após um período de ausência de tratamento quimioterápico.

Posteriormente, foram realizados estudos chamados pós-registro, conduzidos para ensinar como utilizar melhor o cabazitaxel. O primeiro deles foi o FIRSTANA, estudo de primeira linha que comparou a cabazitaxel e docetaxel, mostrando que as medicações eram equivalentes, mas não houve superioridade do cabazitaxel. Os pacientes foram divididos em dois braços de tratamento para o cabazitaxel (20 mg/m² e 25 mg/m²) e a sobrevida global foi semelhante nas duas doses, com taxa de resposta um pouco superior com a dose de 25mg/m².

Destaca-se também o PROSELICA, um estudo definitivo e de não inferioridade entre as doses de cabazitaxel de 20mg/m² e 25mg/m², que demonstrou a equivalência entre elas em relação à sobrevida global. A dose de 25mg/m², no entanto, proporcionava uma taxa de resposta um pouco maior. Os eventos adversos, em contrapartida, foram menores com a dose de 20mg/m².

O cabazitaxel se tornou, assim, uma medicação de fácil uso, com eventos adversos totalmente manejáveis e ainda com a possibilidade de uso da dose de 20 mg/m².

O CARD, por fim, é um estudo recente de resposta em terceira linha de tratamento, apresentado na ESMO 2019 e publicado no New England Journal of Medicine, que contextualiza o cabazitaxel no cenário atual do tratamento do câncer de próstata. Incluiu pacientes com câncer de próstata metastático resistente à castração, que tinham falhado ao docetaxel e que tinham recebido um novo agente hormonal com progressão em menos de 12 meses.

Os pacientes foram randomizados para cabazitaxel 25 mg/m² ou agente oposto utilizado. Os resultados foram muito claros em demonstrar um benefício importante em sobrevida livre de progressão radiográfica e houve também um ganho em sobrevida global. Neste ano, o estudo mostrou ainda resultados benéficos na qualidade de vida dos pacientes.

Na prática, o CARD mostra e ratifica que o cabazitaxel é importante no tratamento de pacientes com câncer de próstata metastático resistente à castração, principalmente no cenário de 3ª linha. A dose de 20 mg/m² foi considerada uma dose aceitável com mesma sobrevida global e menos eventos adversos.

Referências:
Wit, R et al., CARD: RANDOMIZED, OPEN-LABEL STUDY OF CABAZITAXEL (CBZ) VS ABIRATERONE (ABI) OR ENZALUTAMIDE (ENZ) IN METASTATIC CASTRATION-RESISTANT PROSTATE CANCER (MCRPC), Annals of Oncology (2019) 30 (suppl_5): v851-v934.

Wit, R et al. Cabazitaxel versus Abiraterone or Enzalutamide in Metastatic Prostate Cancer. NEJM, 2019, 318: 2506-2518.

https://ascopubs.org/doi/10.1200/JCO.2016.72.1076

Oudard, S. TROPIC: Phase III Trial of Cabazitaxel for the Treatment of Metastatic Castration-Resistant Prostate Cancer, Future Oncol, 2011, 7(4):497-506.

Oudart, S et al., Cabazitaxel Versus Docetaxel As First-Line Therapy for Patients With Metastatic Castration-Resistant Prostate Cancer: A Randomized Phase III Trial-FIRSTANA J Clin Oncol, 2017; 35(28):3189-3197.

Vallome , G. et al. Anticancer Drugs. Reduced Dose of Cabazitaxel in Metastatic Castration-Resistant Prostate Cancer: From PROSELICA Trial to the Real Life: A Single Institution Experience. Anticancer Drugs. 2019; 30(8):854-858.

 

APOIO EDUCACIONAL:

Send this to a friend