Abraxane® já está disponível no Brasil para 1ª linha de tratamento do câncer de pâncreas metastático

2 min. de leitura
Por Michel Douglas Pereira

Aprovado pela ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, em abril de 2017, o medicamento Abraxane®, cuja composição consiste na associação nanotecnológica entre paclitaxel e albumina, está agora disponível no Brasil como indicação de tratamento em primeira linha do adenocarcinoma metastático de pâncreas, em associação ao medicamento quimioterápico gencitabina.

O medicamento disponível encontra-se em sua forma farmacêutica em pó, para utilização em suspensões injetáveis na concentração de 100 mg em cada frasco-ampola, e é fundamentada pelos resultados do estudo pivotal MPACT, acrônimo de Metastatic Pancreatic Adenocarcinoma Study, randomizado, fase III, multicêntrico, em 861 pacientes de 11 países em 151 centros de pesquisa, direcionado ao tratamento de primeira linha do câncer de pâncreas.

Os resultados da combinação para tratamento em primeira linha do câncer metastático de pâncreas entre Abraxane® e Gencitabina demonstraram aumento de sobrevida global, aumento da taxa de resposta global e redução de risco de morte com significância estatística, na comparação com a monoterapia de Gencitabina. (1, 2, 3, 4).

Como advertência e precaução, vale lembrar que Abraxane® é uma formulação de paclitaxel que pode ter propriedades funcionais substancialmente diferentes em comparação com aquelas de formulações de paclitaxel em solução, assim Abraxane® e não deve ser substituído por ou com outras formulações de paclitaxel.

Abraxane® tem seu registro no Brasil pela Celgene Brasil Produtos Farmacêuticos Ltda e terá sua comercialização e distribuição de forma exclusiva pela United Medical Ltda.
No seu compromisso com a classe médica e respectivos pacientes, a empresa coloca-se à disposição para quaisquer informações e/ou relatos de Farmacovigilância através do canal abaixo:
SAC: 0800 235 4363 (das 8h às 17h, de segunda a sexta, exceto feriados).

Send this to a friend