Resultados do KEYNOTE-048 mostram que pembrolizumabe + quimioterapia foi superior em sobrevida global versus EXTREME em primeira linha para pacientes carcinoma de cabeça e pescoço

2 min. de leitura

Análise post hoc dos subgrupos CPS < 1 e CPS 1-19 (CPS: combined positive score) do estudo de fase 3 KEYNOTE-048 foi apresentada no AACR 2020

Estudo de fase 3 KEYNOTE-048 (NCT02358031) divulgado durante o AACR 2020 demonstrou resultados da análise post hoc dos subgrupos CPS < 1 e CPS 1-19 (CPS: combined positive score), que não tinham sido definidos de forma prospectiva até o momento.

Pacientes com carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço (CCP) recidivado ou metastático e sem terapia sistêmica prévia foram aleatoriamente designados 1:1:1 para pembrolizumabe (P), pembrolizumabe + quimioterapia (P+C) ou esquema EXTREME (E, quimioterapia + cetuximabe).

Sobrevida livre de progressão (SLP), taxa de resposta objetiva (TRO), e duração da resposta foram avaliadas pelo RECISTv1.1 por revisão central independente cega. Sobrevida global (SG) e SLP foram estimadas pelo método de Kaplan-Meier. Hazard ratios (HR) e os intervalos de confiança de 95% foram baseados em um modelo de regressão de Cox.

As características baseline dos subgrupos CPS < 1, CPS 1-19 e CPS ≥20 foram semelhantes às da população total. No subgrupo CPS < 1, o HR (IC 95%) para SG foi de 1,51 (0,96-2,37) para P (n = 44) vs E (n = 45) e 1,21 (0,76-1,94) para P+C (n = 39) versus E (n = 43).

No subgrupo CPS 1-19, o HR (IC 95%) para SG mostrou uma pequena vantagem de P (n = 124) vs E (n = 133) (0,86 [0,66-1,12]) e favoreceu P+C (n = 116) versus E (n = 125) (0,71 [0,54-0,94]).

Os autores concluem que houve evidência de maior eficácia da terapia com o aumento da expressão de PD-L1. No subgrupo CPS 1-19, os resultados de P+C versus E foram consistentes com o benefício do tratamento. A análise do subgrupo CPS < 1 foi limitada devido ao número amostral reduzido de pacientes.

Referência:
Burtness, B.et al. Efficacy of first-line (1L) pembrolizumab by PD-L1 combined positive score <1, 1-19, and ≥20 in recurrent and/or metastatic (R/M) head and neck squamous cell carcinoma (HNSCC): KEYNOTE-048 subgroup analysis. Session LBPO.CL02 – Late-Breaking Research: Clinical Research 2. LB-258.
https://www.abstractsonline.com/pp8/#!/9045/presentation/9696

Send this to a friend